Páginas

27.3.09

recluso

deito em minha cama ereto
à vontade olho para o teto

e da janela entram uns sons:
músicas fora do tom

um tormento
fora de casa é sempre maior qualquer sofrimento

4 comentários:

Guiga disse...

pela litera podemos sair do tempo.

adan arruda. disse...

e também pela nostalgia.

a sêde do peixe disse...

não vô te xingar de novo, apesar de você merecer.

Anônimo disse...

tá tediosa essa vida de ócio, né?