Páginas

12.11.08

'carminada é a noite que abro
com dedos calmos, dedos mínimos
entre o risório e os lábios
alguma coisa abre caminho
e sim, é estelar este hilo
e sim, vem sol nos cílios
até tem som, o sorriso.'


poema de
rodrigo césar carreira


Nenhum comentário: