Páginas

19.1.10

bom é ser árvore, vento,
sua grandeza inconsciente
e não pensar, não temer
ser, apenas: altamente

permanecer uno e sempre
só e alheio à própria sorte
com o mesmo rosto tranqüilo
diante da vida ou da morte.

poema epigrama da poeta marly de oliveira

Um comentário:

Anônimo disse...

disco 'do' joão pernambuco
http://almoxarifadoempoeirado.blogspot.com/2009/08/download-joao-pernambuco-o-som-e-musica.html