Páginas

19.7.09

funcional (?)

o ônibus está a alguns minutos atrasado , disse minha mãe impaciente
olhando para meus olhos enormes reconhecendo-se um pouco, talvez
estávamos os dois muito bonitos naquele 3 de Março à espera da linha Vila Operária
quando entramos lá dentro estava cheio de gente e por isso permanecemos de pé, eu segurando em sua calça marrom e ela em um cano cinza pregado ao teto

descemos e atravessamos a rua, parando frente à um portãozão verde com quatro letras enormes - que descobri naquele mesmo dia serem um L, um B e um V - e o lugar estava cheio de crianças como eu e mulheres como minha mãe
ela estava carinhosa,
me abraçou e disse que à partir daquele momento seriam assim os nossos dias, eu ficando ali com aquelas donas e ela(também) trabalhando. protestei um pouco e ela explicou-me que ainda era novo para compreender que é assim mesmo que o mundo funciona, que nessa idade (uns 6) à gente que é pequeno devora tudo o que nos é falado e por isso ficamos ali naquele lugar - chamado creche

lembro ainda que eu gritei a ela "mãe, não quero engolir palavras"

que ela riu da minha meninisse e depois me entregou à dona maria - já acostumada àquele tipo de protesto - e que foram realmente assim os nossos dias
pra sorte desses lugares ou (nfelicidade ) nossa demora até percebermos o que é viver

Nenhum comentário: