Páginas

14.7.09

deixa o menino brincar!

assisti na casa da Camila em um telejornal da região que em Sarandi (Paraná) policiais "confiscaram" três pipas de três garotinhos, segundo eles "as crianças correm de um lado a outro da pista olhando para o céu ao atravessar a rodovia, o que pode causar um ENGAVETAMENTO, visto que já há na pista marcas bruscas de freadas". cê acredita?
ora, se não houvessem pistas e muito menos carros, todas as crianças do mundo poderiam brincar e olhar pro céu à vontade nas ruas das cidades que, antes da criação do automóvel eram planejadas de modo que as pessoas pudessem desfrutar mais de suas ruas e de seus espaços urbanos públicos - que estão sendo transformandos em estaciomentos, espaços mortos úteis apenas para guardar carros.

o trecho à seguir foi retirado do livro "Apocalipse Motorizado - A tirania do automóvel em um planeta poluído" da editora Conrrade - dentro da coleção Baderna - para todos os motoristas.


Caros Motoristas

O absurdo de tudo isso

estão por aí esses grandes pedaços de metal arremessando-se em alta velocidade sobre áresas residenciais. eles são tamanha ameaça à vida e à saúde que cada viagem feita através de qualquer outro meio é gasta, sobretudo, se esquivando desses objetos monstruosos. eles são simplestemente a maior causa da poluição atmosférica e do aquecimento global. formam também o maior mercado da insdustria de petróleo, que fomenta tantas guerras. seu barulho é o barulho da cidade. esses carros são tão centrais à organização desta sociedade, especialmente à organização do trabalho, que uma ilusão tem de ser mantida de modo que ninguém veja nada de errado com o número sempre crescente de carros. proteger-se deles tornou-se nossa responsabilidade como pedestres. nós é que temos de parar, olhar e escutar. segurança nas ruas é primeiríssima coisa que é ensinada às crianças.
presume-se que todos nós identificamos nossos próprios interesses com aquele da economia, isto é, o crescimento econômico. um dos indicadores principais do crescimento econômico é o crescimento na venda de carros. os apresentadores de telejornais anunciam uma queda nas vendas de carros com o mesmo tom sóbrio de voz usado para apresentar estatísticas de desemprego ou ataques terroristas. os anúncios, a mídia e o próprio traçado das nossas cidades, tudo afirma que aquilo que é conveniente para você motorista é conveniente para todos. e isso é apenas parte de um pressuposto maior, que consite em achar que todos vivem em unidades familiares feitas sob medidas do carro e que todos querem chegar ao seu destino o mais rapidamente possível.
na verdade, muitas pessoas veem algo errado nisso tudo. mas a maioria delas não é motorista. as pessoas que estão fora do difundido privilégio de possuir um carro geralmente estão dentro de um ônibus ou balançando os braços impotentemente em faixas de pedestres. mais alguns vão mais longe...



2 comentários:

Adan Arruda disse...

ficará ainda pior com o lançamento do carro "Nano" de uma montadora indiana, essa porra desse carro custa uns 5 mil e vai encher nossas ruas, vai vendo.

ana paula disse...

adan a vo Wanda ta pedindo seu endereço pra poder mandar seu convite do casamento dela com o vo Leonidas sao bodas de ouro ta deixa no meu e-mail ai vai oendereço: anapaula_jesuspinto_592@hotmail.com nao esquece manda direitinho com cep e tudo. ok? beijos e muita saudades!!!!!!